Sem categoria

Nuvem Vitória

Já há muito tempo que me queria envolver a sério com uma iniciativa de voluntariado, e quando vi por mero acaso o anúncio de que o projecto Nuvem Vitória estava a chegar ao Garcia da Orta, não hesitei (já agora, o anúncio foi no Facebook, o que me faz ter ainda uma réstia de fé na utilidade das redes sociais).

Nunca tinha ouvido falar da Nuvem, mas foi um match instantâneo, pois é não só algo que adoro fazer (ler histórias), quanto é também num contexto em que infelizmente já me encontrei com a minha filha (internamento pediátrico), e portanto sei na pele da importância da existência de momentos que distraiam e transportem a mente das crianças (e dos pais/cuidadores) para outros lugares.

Tivemos uma formação de dois dias e meio bastante intensa e enriquecedora a vários níveis; na partilha da missão pelos fundadores, nas histórias e na arte de contá-las pelas formadoras, na vontade de dar um bocado de si, de toda a gente em geral.

Hoje aconteceu a primeira acção no HGO, na sexta tenho a minha primeira acção marcada, mas apenas como suplente, a dia 15 de Novembro será a estreia “a doer”, e estou receoso, mas muito, muito entusiasmado.

Vitória, vitória, que comece a história.

Standard
Sem categoria

A vida não é bela

Não falo da vida em si, que por mais austera que seja, merece ser vivida, mas dos vouchers d’A Vida é Bela.

Quem diz d’A Vida é Bela diz das outras empresas que por aí andam. Não me ofereçam mais prendas do género, que eu também não o farei. É um embuste.

Já recebi duas vezes vouchers do estilo, e já mandei 17 (!) vezes e-mails a tentar reservar alojamentos com os mesmos, e nunca, nunca há disponibilidade. Eles servem para escoar dias mortos (que tipicamente ou não tenho ou gasto em outros sítios), ou quartos de menor qualidade; de outra forma não sugerir-me-iam constantemente que tentasse daqui a não sei quantos meses, em dias da semana ou em um quarto superior pagando mais uma taxa.

Prefiro que me entreguem o dinheiro, façam um donativo para uma ONG ou me dêem um abraço. Obrigado.

Standard
Sem categoria

Totobola 1 X 2

Este fim-de-semana o Totobola fez 50 anos. É um jogo de que hoje em dia pouco se ouve e do qual muito provavelmente as próximas gerações nem ouvirão falar, mas é o jogo… ao qual devo a minha existência.

É verdade, se não fosse o Totobola eu não estava aqui. Diz que  em meados dos anos 70 um jovem madeirense de dezasseis anos de idade ganhou o segundo prémio do dito cujo, no valor de 70 contos.

Não fosse ter errado o resultado do Marinhense-Leiria, completaria o famigerado 13 e ganhava sozinho 2400 contos, mas o segundo prémio já foi suficiente para pagar os seus estudos e ir-se embora para o Brasil, primeiramente para São Paulo e depois para o Rio de Janeiro, onde conheceu uma carioca e… o resto já se sabe.

Obrigado, Santa Casa!

Standard
Sem categoria

Eye View Design – The End

Como já tinha referido, a Eye View Design está a acabar de vez, e andamos a limpar os despojos.

Sem desprimor para o meu local de trabalho actual e o que lhe antecedeu, a EVD foi o local onde gostei mais de trabalhar. Ajuda ter trabalhado entre amigos, aos quais só tenho a agradecer o que vivi e o que aprendi, mas não era só isso. Fazíamos um trabalho de qualidade, éramos dedicados  e bastante preocupados com os nossos clientes. Éramos honestos, e não vivíamos acima das nossas possibilidades (saímos de cena antes que isso fosse hipótese). Nunca nos quisemos fazer parecer mais do que éramos.

Não éramos muitos, não estávamos em grandes centros nem conhecíamos grandes personagens. Não jogávamos golfe, não aparecíamos em publicações de renome nem andávamos em grandes carros.

E tudo isto não nos levou a lugar nenhum. Talvez tenhamos pecado por ingenuidade em determinados momentos, mas não é por aí que mudaria algo, e muito provavelmente o que mudaria não nos teria salvo.

Não quero choramingar ou reclamar do país que temos nem nos ilibar de responsabilidades, mas são factos. Não estamos num país propício ao investimento, à ambição, à juventude. Brada-se ao empreendedorismo mas estrangulam-se as pequenas empresas com impostos absurdos, cortam-se-lhes as pernas à nascença em concursos com vencedores pré-definidos, ignora-se a competência em abono dos títulos, sobrenomes ou compadrios. Obrigam-nos ou a resignarmo-nos e a juntarmo-nos ao “sistema”, ou a ir embora.

Fica pra pensar.

Standard
Sem categoria

Guias de Viagem KLM

Esta é digna de realce, por ser algo completamente gratuito. No site da companhia aérea KLM, podem escolher uma cidade, preencher um formulário com os vossos gostos particulares e receber um guia de viagem personalizado em casa (cheio de mapinhas do gmaps), sem pagar um tusto.

De nada.And now something completely free: on the KLM website, you can choose a city, fulfill a form with your particular preferences and receive a personalized travel guide on your home, without paying a nickel.

You’re welcome.

Standard
Sem categoria

BookPortugal

Hoje foi para o ar o site BookPortugal, o primeiro projecto da Viatecla com a minha participação directa.

Trocando por miúdos, o objectivo do site é vender Portugal (especialmente para o exterior), no que diz respeito a tudo o que sejam vertentes turísticas (voo, alojamento, transfers, rent-a-car, seguros e as combinações existentes entre elas). É um grande investimento numa altura complicada, num dos sectores em que Portugal ainda possui grande (e mal-aproveitado) potencial, e um projecto que irá trazer mais novidades, mais para a frente.

Fica para verem.Today the BookPortugal website was officially launched. It’s the first Viatecla project where I am directly involved.

Straight to the point, the goal of this project is to “sell Portugal”, in each and every possible touristic meaning available (flight, rent-a-car, transfers, insurance and the combinations among them). It’s a big investment in a complicated time, in one of the sectors where Portugal still have some potential to explore.

Till the end of the year I will bring more news about it.

Standard
Sem categoria

Ads

Em tempos de crise e na iminência de deixar de ter alojamento gratuito para o blog, pela primeira vez decidi ter pequenos anúncios do Google Adsense aqui no blog. Eu escrevo fundamentalmente para meu próprio prazer e o tráfego que gero está a anos luz de me proporcionar lucros relevantes, mas também não dói nada. De qualquer das formas, sempre que se lembrarem, cliquem-nos.

Sempre proporciona também alguns momentos engraçados, como no post sobre o livro “Jesusálem”, em que apareceu um anúncio dizendo “Date Hot Catholics”.

Se se sentirem incomodados com o conteúdo de algum anúncio, avisem, que eu nada farei.In this tough times, and about to stop hosting this blog for free, for the first time I decided to include google adsense ads on it. Tipically I write for my own pleasure, and the traffic the blog generates is far, far away from allowing me to obtain measurable profits, but it doesn’t hurt.

If you feel unconfortable with the content of any ad just tell me, as I won’t do a thing.

Standard