Andanças

Itália – Sardenha – Alghero

Alghero foi a última etapa do nosso périplo pela Sardenha, e posso dizer que foi um bonito fecho.

Tendo talvez as piores praias de que desfrutamos na ilha (água ligeiramente mais fria, mais escura, e mar mais revolto), mantém ainda assim uma média elevada, e compensa largamente com o encanto que a cidade em si tem.

O primeiro embate é meio estranho, porque os bairros da entrada da cidade são confusos, de estilo desconexo e até meio degradados, mas toda a zona costeira e principalmente o seu centro histórico emanam uma atmosfera bastante diferente do resto da ilha; mesmo que alguém lá caia sem imaginar que as suas origens são catalãs (antigamente era chamada de “Barceloneta Sarda”), sente logo pelo estilo que algo ali divergiu em tempos.

A melhor experiência gastronómica que tivemos também foi aqui; tentamos primeiro o mais afamado Mabrouk, mas infelizmente não conseguimos reserva para as duas noites em que lá estivemos. Felizmente, e apesar das expectativas estarem em baixo pelas reviews medianas no Trip Advisor e no Google, o Restaurante Mirador foi um excelente surpresa, com marisco e peixe fresquíssimos e elaborados, e uma cozinha agitadíssima digna de reality show culinário (si chefe!). Até o menu das crianças tinha um toque de sofisticação que tornava uns simples panados (se não me engano) em algo bastante apetecível.

Cereja no topo do bolo, os gelados do Igloo, uma pequena cave em que um mestre de gelados com um estilo de cientista maluco serve verdadeiras pérolas artesanais, e faz a delícia dos putos com um também artesanal caixote de lixo falante (!) à entrada.

Nota também para o sítio onde ficamos, um antigo convento tornado em turismo rural familiar, o Alghero Resort Country Hotel muito low profile em comparação com outras opções na cidade, escondido nos arredores (mas a 5 minutos de carro) e com uns hosts espectaculares, que fizeram tudo para que nos sentíssemos em casa, inclusive abrindo a porta da cozinha quando saímos no último dia às 7 da manhã para um pequeno-almoço antecipado com o (ainda assim muito) que estava disponível a essa hora, antes do buffet.

Da Barceloneta Sarda partimos para a verdadeira Barcelona, para uma curta escala antes do regresso a casa.

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *